55 11 3568-2802 [email protected]
Imagem Post 26082019

CUIDADOS AO ADQUIRIR UM IMÓVEL

Pesquisas apontam que as pessoas adquirem, em média, 2 (dois) residências durante toda a vida. Certamente, é um investimento importantíssimo e que merece todos os cuidados, para que seja a realização de um sonho, e jamais a vivência de um pesadelo.
Mas você sabe os cuidados que deve tomar ao adquirir seu imóvel?
Vc já investigou o comercio, escolas e infraestrutura da região, gostou da vizinhança, o imóvel parece ótimo esteticamente, você tem os recursos financeiros ou financiamento para comprá-lo, puxa, tudo resolvido, é só comprar!
Será que não faltou nada? Você tomou os cuidados necessários para que nunca ninguém possa tirá-lo de você? Já imaginou a dor de cabeça?

Sabe aquela “papelada” que foi deixada para o final, ufa, uma “burocracia” sem fim, que todos querem se ver livres logo? Saiba que ela pode ser a protagonista dos seus maiores desgostos, se não for feita com o mesmo carinho e cuidado que as etapas anteriores.
Vamos nos ater, nos próximos posts, a comentar cada item do checklist básico de toda aquisição imobiliária, que procuramos resumir abaixo.
(i) Título legalmente válido que comprove a titularidade do imóvel;
(ii) Verificar se o imóvel tem a matrícula livre e desonerada;
(iii) Quitação de IPTU e condomínio; como comprar se tiver dívidas?
(iv) Verificar eventuais pendencias judiciais e financeiras do atual proprietário;
(v) E caso haja pendencias, posso comprar mesmo assim? Que medidas devo tomar?
(vi) O estado civil e regime de casamento do proprietário é importante para analisar se a assinatura do cônjuge ou convivente é necessária para formalizar a venda, assim como para definir se a situação jurídica e financeira deste também precisa ser analisada;
(vii) Se o proprietário possuir empresas em seu nome, não deixar de verificar toda a documentação relativa ao seu estado financeiro e judicial;
(viii) Não deixar de olhar a situação judicial e financeira de todos os proprietários anteriores (antecessores) que tiveram a titularidade do imóvel nos últimos 10 anos, bem como seus cônjuges e empresas;
(ix) Cláusulas contratuais que (i) garantam o direito de adquirir; (ii) penalidades – quais devem constar ou não, no meu caso? ; (iii) pagamento de sinal – com ou sem devolução? ; (iv) aquisição ad corpus ou ad mesuram – nossa, tem que olhar isso também? ; (v) direito de arrependimento – é uma boa medida para o meu contrato? ; (vi) direito a indenização – posso acrescentar? Mas devo? – qual melhor caminho? ; (vii) é importante passar a escritura agora? Isso é caro? ; (viii) e se o financiamento não sair, o posso prever no meu contrato?
(x) Por fim, qual melhor caminho para essa aquisição? Faço uma compra e venda ou posso fazer uma permuta? O que vale a pena no meu caso?
(xi) Vc se programou para pagar os impostos? Sabe quais são? E quem costuma pagar cada um – o vendedor ou o comprador?

Viu só! Ficou surpreso ou você já sabia de todos esses cuidados?
Por isso, não se afobe na aquisição do imóvel. Respeite o tempo necessário para que um profissional possa te ajudar com todos esses detalhes.
Não perca nossos próximos posts, que tratarão em detalhes o que investigamos para garantir que sua aquisição imobiliária seja um verdadeiro sonho.

Katia Antunes – sócia de Antunes Silva Advogados – 26/08/2019
www.antunessilva.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *